PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2019, 10h:37
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
SAÚDE E PREVENÇÃO Twitter

Ações gratuitas alertam para diagnóstico e tratamento de hanseníase em Várzea Grande

Por: Assessoria

 

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde, a Campanha “Janeiro Roxo”, que incentiva o diagnóstico e o tratamento de hanseníase, terá início na próxima quarta-feira (23), em Várzea Grande. Serão realizadas ações gratuitas entre consultas médicas, busca ativa de pacientes, além de orientações sobre a doença, que seguem até o dia 31 de janeiro. 

 

Segundo dados da Secretaria de Saúde de Várzea Grande, o município possui atualmente 134 pacientes em tratamento. A campanha prevê a realização intensa de busca ativa de casos suspeitos e atividades educativas em todas as 23 unidades de saúde pública do município. 

 

A abertura das ações será realizada no Programa da Saúde da Família (PSF) do Água Vermelha e encerrando no PSF do Vila Arthur. Essas ações serão executadas por todos os agentes de saúde de Várzea Grande, sendo cada um em suas respectivas unidades.

 

Em todas as unidades os atendimentos acontecem no período matutino a partir das 08h. Desde o início do mês de janeiro, as unidades de saúde já estão intensificando algumas medidas de orientação à pacientes que convivem ou conhecem portadores da doença. Também orientando quanto à importância da avaliação de manchas suspeitas. Profissionais de Saúde estão realizando teste de sensibilidade e encaminhando casos diagnosticados para atendimento clínico.

 

O secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes explica que o principal objetivo dos trabalhos é informar e esclarecer sobre sinais e sintomas da doença, a importância do diagnóstico precoce e da adesão ao tratamento para a cura.

 

“Queremos fortalecer a busca de pacientes que apresentam qualquer tipo de sintomas, realizar os exames necessários e evoluir imediatamente para o tratamento, tendo assim maior êxito na cura da doença”, explica o secretário da Pasta. Lembrando que a campanha Janeiro Roxo – mês de conscientização sobre a hanseníase.

 

"Em 2016, o Ministério da Saúde oficializou o mês de janeiro e consolidou a cor roxa para campanhas educativas sobre a doença. A hanseníase coloca o Brasil em segundo lugar em número de casos, atrás apenas da Índia. Várzea Grande entra no esforço nacional e sensibiliza formadores de opinião para que divulguem a campanha e informações sobre a doença, além de adotarem o laço roxo como sinal de alerta contra a doença”, explicou Diógenes Marcondes.

 

O Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase é lembrado no dia 31 de janeiro. A doença tem como características manchas na pele com ausência ou diminuição de sensibilidade. A hanseníase é um grave problema de saúde pública devido ao alto potencial incapacitante. Trata-se de uma doença infectocontagiosa crônica, que atinge, principalmente, as células cutâneas e células dos nervos periféricos, porém tem tratamento e cura. As deformidades físicas podem ser evitadas com diagnóstico precoce.

 

Alguns dos sintomas da hanseníase são manchas esbranquiçadas, avermelhadas e amarronzadas pelo corpo, diminuição da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato, caroços e inchaços pelo corpo, bem como dores nos nervos. 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 191 Agosto de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados