PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 14h:01
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
POXORÉU E ITAÚBA Twitter

Escolas estaduais são destaques na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes no RJ

Por: Redação

REPRODUÇÃO

FOGUETE

 

Estudantes de duas escolas estaduais de Mato Grosso se destacaram na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), realizada na cidade de Barra do Piraí (RJ). Os alunos Fernando Gabriel Sobrinho, Marcelo Bruno Gouveia e Weverton Lourenço Pacheco, da Escola Estadual Padre Padre Cesar Albisetti, localizada no município de Poxoréu (251 quilômetros ao sul de Cuiabá) ficaram entre os três primeiros colocados. O evento ocorreu entre os dias 22 e 25 de outubro.

 

Segundo os professores de física Weciley de Paula Borges, Regiane Pereira Gomes e a orientadora da área de Exatas, Elizabeth Bellido, que acompanharam os alunos, o foguete foi construído com material reaproveitável – garrafas pet e cano PVC na base do lançamento.

 

Para produzir os reagentes químicos, os alunos utilizaram bicarbonato de sódio e vinagre. Como consequência da mistura, conseguiram um combustível suficiente para um lançamento a 190 metros, o que foi um sucesso.

 

“A ideia do foguete foi explicar as três leis de Newton – inércia, princípio fundamental da dinâmica e a lei da ação e reação”, explicaram.  

 

No entendimento do aluno Fernando Gabriel, o evento foi uma experiência muito gratificante pois eles tiveram contato com outros alunos e professores e puderam aprimorar os conhecimentos sobre criação de foguetes de garrafas pets, tendo como combustível vinagre e bicarbonato.

 

“Tivemos algumas oficinas para ensino, em que o foco era criação de foguetes com motor sólido, que consiste no corpo do foguete de papel e o motor a parte de um busca-pé”, assinala.

 

“O evento em si foi maravilhoso de muito aprendizado, e diversão, trouxemos para nossa escola muitas ideias para pequenos campeonatos dentro do município, e com o objetivo de espalharmos o conhecimento e a experiência adquirida no evento”, ressalta o colega Marcelo Bruno.

 

O aluno Weverton Lourenço explicou que assistiu a apresentação de todas as equipes de todo o país e, com isso, aprendeu um pouco com cada uma das equipes.

 

“Ali percebemos que não éramos competidores e sim buscador de conhecimento. Tivemos também palestras sobre tecnologia de foguetes aprendemos muito com essas palestras, descobrimos coisas que nem imaginávamos que era assim o funcionamento. Mesmo assim, trouxemos o troféu de campeão para nossa escola”, comemora.

 

João Paulo II

 

Três alunos da EE João Paulo II, localizada no município de Itaúba (a 600 quilômetros ao norte da Capital), também fizeram bonito na MOBFOG. Lucas Panizon, Victor Antonio Belon e Wesley de Souza Rigo, orientados pelo professor José Paulo Dalpoz, ficaram entre as primeiras equipes do país. Os alunos ganharam medalha de ouro e troféu de campeão lançando um foguete construído com garrafas pets a quase 190 metros.

 

Segundo o diretor da escola, Edinei Gleison da Silva, a escola participa da MOBFOG há vários anos, mas não havia conseguido índice para a competição nacional.

 

“Com o resultado deste ano toda comunidade escolar está motivada e mobilizada para conseguir melhores resultados ainda no próximo ano. Jà estamos pensando na criação de um "clube de foguetes" para treinamentos durante a ano todo”, ressalta.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 208 Dezembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados