PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 01 de Fevereiro de 2019, 18h:12
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
VISITA Twitter

Estagiários conhecem o funcionamento do IML da capital

Por: Assessoria

 

Estagiários que ingressaram nos anos de 2018 e 2019 na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizaram uma visita guiada à Diretoria Metropolitana de Medicina Legal, nesta sexta-feira (01.02).

 

A visita partiu do interesse dos próprios estudantes em conhecer a estrutura e o funcionamento da unidade relacionada às atividades de perícias criminais em pessoas vivas e mortas.

 

A DMML foi apresentada pela gerente de necropsia, Luciana Machado da Silva, que explicou sobre os procedimentos e protocolos adotados pela unidade, desde o acionamento feito pelas autoridades policiais, o recolhimento dos corpos, a realização das necropsias e identificações técnicas, e a liberação do corpo aos familiares.

 

Também foi explicado aos estagiários o funcionamento do setor de antropologia forense, responsável pela investigação da causa mortis em corpos em estado avançado de decomposição. E os tipos de exames realizados em pessoas vivas, envolvendo os exames de lesão corporal, violência sexual, psiquiatria forense e constatação de embriaguez.

 

Luciana falou ainda, sobre os três métodos de identificação humana, adotados pela Politec, e preconizados pela Interpol. São eles: a papiloscopia (impressões digitais), odontologia legal (arcada dentária) e DNA (identificação genética).

 

“A nossa missão é contribuir com o conhecimento científico para o auxílio à Justiça. Todos os nossos procedimentos devem seguir um padrão, de maneira que as informações estejam preservadas e de fácil consulta pelos servidores. Na maioria das vezes são procedimentos demorados, pois requerem muitos cuidados e detalhes em busca da causa da morte, como é o caso do setor de antropologia forense em que a causa da morte deve ser definida a partir a análise de corpos em fase de esqueletização”, pontuou Luciana.

 

Participaram da visita quinze estagiários lotados na Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica. Em sua maioria são estudantes do curso de Direito.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 196 Setembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados