PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 17h:12
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
BENS USADOS Twitter

Governo lança sistema online para reaproveitamento de bens usados

Por: REDAÇÃO

Órgãos e entidades do Poder Executivo estadual agora podem reutilizar bens móveis de uma maneira simples e transparente, por meio da plataforma Sidbens. A solução tecnológica desenvolvida pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) permitirá a transferência e a doação de bens móveis e de consumo de um órgão público a outro. A iniciativa busca desburocratizar, gerar economia e trazer mais eficiência à máquina pública. A Instrução Normativa que regulamenta a medida foi publicada nesta terça-feira (23) no Diário Oficial.

 

Mesas, cadeiras, computadores, veículos, entre outros bens que não estão sendo utilizados, mas têm potencial de aproveitamento devem ser anunciados na plataforma online do Sistema de Distribuição de Bens do Estado de Mato Grosso (Sidbens) que funcionará como uma espécie de loja virtual. A troca ou transferência será realizada por meio de login e senha específicos para cada órgão e entidade.

 

 

“O nosso objetivo é promover o reaproveitamento de bens de forma simples, colaborativa e, acima de tudo, transparente. Dessa forma, reduziremos o número de materiais ociosos que com o tempo acabam se deteriorando e geram prejuízos para a administração pública estadual”, explica o secretário de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra.

 

Segundo a secretária adjunta de Patrimônio e Serviços da Seplag, Karollyne Martimiano, o principal objetivo do sistema é otimizar a gestão do recurso público, ao ofertar para outras secretarias e entidades bens em disponibilidade. “Além do viés econômico, o sistema também fomenta o consumo consciente e sustentável na administração pública estadual”, destaca Martimiano.

 

O Sidbens foi desenvolvido pela Superintendência de Tecnologia da Informação Setorial da Seplag, sem custos extras para o caixa do Estado. A plataforma já conta com um estoque virtual de bens disponíveis, como mesas e cadeiras. Até o momento, cinco órgãos já se cadastraram na plataforma.

 

A realização do cadastro, inclusão, exclusão, alteração das informações e reservas de bens deverá ser feita de acordo com o Manual de Utilização do Sidbens que está disponível no site da Seplag. Os bens que não tiverem uma solução adequada dentro da administração pública, poderão ser incluídos em leilões, para serem disponibilizados à população geral.

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 208 Dezembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados