PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 11h:45
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
SAÚDE Twitter

SES monitora rede de atenção às urgências em hospitais e prontos-socorros

Por: Redação

 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio do grupo condutor da Rede de Atenção às Urgências de Mato Grosso (RAU-MT), iniciou, na 1ª semana de janeiro deste ano, o monitoramento das unidades de saúde que possuem serviços habilitados e qualificados pelo Estado na Baixada Cuiabana.

 

O monitoramento deverá ser concluído em fevereiro, contemplando um total de 10 unidades, entre hospitais públicos e privados e prontos-socorros. Acompanham o trabalho os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá e membros do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MT).

 

A ferramenta de coleta de dados é composta por questões que abordam itens como infraestrutura, recursos humanos, humanização, gestão da clínica, segurança do paciente, indicadores e a implantação da Rede de Atenção às Urgências. Nas unidades, são monitorados os seguintes serviços: Porta de Entrada de Urgência e Emergência; Leitos de Retaguarda Clínica e Leitos de UTI Adulto e Pediátrico.

 

Os técnicos da SES-MT iniciaram as ações pelos Hospitais de Câncer de Mato Grosso, Universitário Júlio Muller e Santa Helena. Serão monitorados ainda o Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, o Pronto Socorro e Hospital Municipal de Várzea Grande, o Hospital Estadual Santa Casa, Hospital Estadual Lousite Ferreira da Silva (Metropolitano de Várzea Grande), o Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá, o Hospital Infantil e Maternidade Femina e o Hospital Amecor.

 

De acordo com a Superintendente de Atenção à Saúde, Elaine Morita, após a etapa de visita in loco e aplicação da lista de deveres, será elaborado relatório descritivo dos serviços monitorados para conhecimento e providências, documento que será apresentado e encaminhado aos gestores das unidades de saúde do município, do Estado e para a Coordenação Geral de Urgência do Ministério da Saúde.

 

A gestora ainda explica que a nova ferramenta representa um grande avanço para a Rede de Urgências em Mato Grosso, pois é justamente a atenção integrada que os gestores se dispõem a prestar, neste momento. “A Gestão do Cuidado em Saúde passa pela Atenção Primária, Secundária e Terciária. Técnicos e gestores juntos podem e devem desenvolver tecnologias e capacitar pessoas no sentido de trazer melhorias ao SUS.”

 

A institucionalização da prática de monitoramento e avaliação, por intermédio de indicadores de processo, desempenho e resultado, permite a avaliação e a qualificação da atenção prestada, sendo esta ação uma das diretrizes que norteia a implantação da Rede de Atenção às Urgências.

 

Os dados coletados serão disponibilizados no FormSUS (Serviço de dados do DATASUS) e vão formar o banco de dados nacional do Componente Hospitalar da Rede de Atenção às Urgências, sendo utilizados para análise de indicadores do componente hospitalar de urgência.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 212 Janeiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados