PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 04 de Julho de 2019, 10h:43
Tamanho do texto A - A+
CULTURA
FENEARTE Twitter

Artesãos mato-grossenses participam de maior feira da América Latina

Por: Assessoria

Gcom

 

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, prestigiou, nesta quarta-feira (03.07), a abertura da 20ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) – considerada a maior feira de artesanato da América Latina –, que ocorre até o dia 14 de julho no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Acompanharam a primeira-dama na visita à feira a ex-coordenadora do artesanato mato-grossense e esposa do deputado estadual, Carlos Avalone, Maria do Carmo Avalone.

 

Mato Grosso participa da feira com artesãos dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Poconé, São José do Rio Claro, Canarana, Barra do Bugres, Cáceres, Nossa Senhora do Livramento, Chapada dos Guimarães, Nobres, Rosário Oeste, Sinop e Sorriso. As peças expostas e disponíveis para comercialização ressaltam a cultura indígena, a cerâmica, a arpilharia, uma técnica que utiliza o bordado em tecido e retrata a fauna e a flora pantaneira, os festejos locais, paisagens. Há ainda as famosas redes, os xales, bancos e móveis de madeira, cadeiras em fibra de urubamba, entre outros produtos.

 

A assessora da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Carolinne Luz, destaca a importância da participação de Mato Grosso na feira, que é uma ampla vitrine e propicia um incremento na comercialização dos produtos. “Em 2018 tivemos um resultado excelente e este ano a expectativa também é boa. Já no primeiro dia de feira os nossos artesãos conseguiram fechar boas vendas. Alguns lojistas, arquitetos e até mesmo o consumidor final de diversos outros estados brasileiros já procuram os produtos mato-grossenses devido a qualidade e genuinidade de alguns itens, como é o caso dos bancos de madeira, a arpilharia e os remos indígenas”, destacou Carolinne, que compõe a equipe da Coordenadoria de Artesanato da Secretaria.

 

Virginia Mendes falou da satisfação de prestigiar a feira e destacou que entre suas prioridades está trabalhar a economia criativa, com foco no artesanato mato-grossense. “Vamos buscar ainda mais a valorização do nosso artesanato, agregando valor ao acervo riquíssimo que já possuímos. Tive a oportunidade de trocar experiências com a primeira-dama de Pernambuco, Ana Luiza Câmara, afinal, eles já estão na 20ª edição da Fenearte e podem contribuir muito conosco”, afirmou Virginia.

 

Virginia destaca ainda que entre as inúmeras ações que pretende implementar em Mato Grosso em prol do desenvolvimento e fortalecimento do artesanato estão formação, transferência de conhecimento, empreendedorismo, comercialização, design e exposições.

 

A artesã de Cuiabá, Dona Francisca Gomes, ressaltou que a Fenarte ampliou muito as vendas dos seus produtos e possibilitou também uma troca de conhecimento. “Eu já começo a me organizar com um ano de antecedência, produzindo minhas peças, trabalhando na apresentação visual. Eu me sinto muito bem aqui porque significa a valorização do meu trabalho”, disse. Entre as peças de maior sucesso estão os bichos e aves do Pantanal, que ela produz em fibra de coco.

 

Antes da abertura da feira, a primeira-dama Virginia Mendes foi recebida no Palácio das Princesas, sede do Governo de Pernambuco, pelo governador Paulo Câmara e pela primeira-dama do Estado, Ana Luiza Câmara. Também estiveram presentes o prefeito de Recife, Geraldo Júlio, acompanhado da primeira-dama, Cristina Mello, o governador da Paraíba, João Azevedo, e a primeira-dama Ana Maria Lins, a primeira-dama de Alagoas, Renata Calheiros, e a ex-primeira-dama de Pernambuco, Renata Campos.

 

Fenearte

 

A Fenearte é considerada uma vitrine para as criações artesanais do Brasil e do mundo. Ao todo, este ano, participam do evento 5 mil expositores, oriundos de 21 países, distribuídos em 800 espaços e em um espaço de 30 mil metros quadrados, com apoio de recursos do Programa Brasileiro do Artesanato (PAB). A feira reúne os melhores compradores e avaliadores do país. A organização espera que sejam movimentados R$ 43 milhões durante os 12 dias de realização, que agrega ainda na programação oficinas, desfiles de moda, teatro infantil, ações de cidadania e polos de gastronomia.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 208 Dezembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados