ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018, 09h:51
Tamanho do texto A - A+
Twitter
RESTRIÇÃO AO CRÉDITO

Empréstimo de nome é uma das principais causas de inadimplência

Por: Redação

Reprodução

Superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja aconselha que se evite ao máximo o empréstimo de nomes para transações comerciais

Muitas pessoas não tomam nenhuma precaução quando emprestam o próprio nome para que terceiros realizem compras, e isso pode trazer contratempos. Pesquisa realizada pelo Serviço Nacional de Proteção ao Crédito e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas em todas as capitais do país, mostra que o empréstimo de nome a terceiros é uma das principais causas que levam o brasileiro à inadimplência.

 

Uma das principais causas para esse problema é que, na maioria das vezes, não atentamos nem avaliamos bem as pessoas que nos solicitam esse favor. Geralmente, quem solicita já possui restrições ao crédito (não tem “crédito na praça”); e/ou tem dificuldade para comprovar a renda ou ela está abaixo do exigido para o limite de crédito pretendido. Essas informações nos mostram que o problema é gravíssimo.

 

De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, quase 20% das pessoas que tiveram o nome negativado no último ano chegaram a essa situação porque emprestaram seus documentos ou cartões para que outra pessoa fizesse compras a prazo.

 

O superintendente do CDL Cuiabá, Fábio Granja, frisa que esse é um número muito elevado, ressaltando que isso acontece principalmente na faixa etária de 40 a 50 anos, que são os maiores prejudicados.

 

“O nome é o dele que foi negativado, então o credor vai cobrar dele, vai cobrar esse inadimplente, então ele precisa buscar o credor, negociar com o credor, e infelizmente não adianta justificar que aquela compra foi destinada a um terceiro, porque o tomador do crédito vai cobrar dele, do inadimplente, e ele acaba tomando sérios prejuízos porque não acaba não conseguindo mais crédito na praça”, frisou Granja.

 

A orientação da Câmara de Dirigentes Lojistas é que os consumidores evitem o empréstimo de nomes. Porém, se a pessoa já estiver inscrita em cadastro devedor, é recomendado que procure diretamente o credor para negociar a dívida.

 

Twitter



Edição 143 de Agosto de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.