ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 01 de Outubro de 2018, 11h:37
Tamanho do texto A - A+
Twitter
ATENÇÃO, MOTORISTAS!

Quais seus direitos no caso de abastecer com combustível adulterado

Por: REDAÇÃO

Divulgação

Combustível

 

Teve problemas com seu carro por causa de um combustível duvidoso? Veja neste artigo quais são seus direitos no caso de abastecer com combustível adulterado.

 

Ter um carro exige cuidado com muitas coisas. Fazer a manutenção correta, escolher o melhor combustível, economizar com as despesas diárias são apenas algumas das preocupações.

 

E com o valor do combustível alto, as pessoas optam as vezes por abastecerem em postos mais baratos, que podem não ter produtos de qualidade.

 

Abastecer o carro com combustível adulterado pode trazer uma série de problemas ao veículo. Mas isso, a maioria dos motoristas sabe, o que talvez eles não saibam é que é possível reclamar seus direitos quando isso acontece.

 

Os gêneros de adulteração de combustível podem ser muitos. Existem estabelecimentos que misturam água no etanol, gasolina misturada com ‘muito’ álcool, ou até diesel misturado com biodiesel.

 

Quais são os problemas de abastecer com combustível adulterado?

 

Abastecer com combustível adulterado pode causar danos como carburador entupido, mangueiras de combustível derretidas, sujeira no óleo lubrificante (que causa uma sobrecarga nas velas), desgaste prematuro dos pistões, problemas no filtro e na bomba de combustível, nos bicos do sistema de injeção, e até a perda do motor.

 

Todos esses problemas podem ser bem dispendiosos para serem solucionados. Por isso, preparamos este artigo para poder mostrar quais seus direitos no caso de abastecer com combustível adulterado. Acompanhe e conheça cada um deles.

 

Direitos ao abastecer com combustível adulterado

 

Ao abastecer com combustível adulterado e ter seu carro danificado, o consumidor, além de poder exigir o dinheiro pago pelo abastecimento, pode exigir que o posto de combustível ressarça os gastos com os reparos causados pelo combustível ruim.

 

Para isso, é necessário que o consumidor tenha em mãos o comprovante de abastecimento, o orçamento com os reparos realizados com os respectivos valores e um laudo técnico comprovando que estes danos foram causados pelo combustível adulterado.

 

Na maior parte dos casos é possível reclamar os direitos diretamente com o responsável do posto e chegar a um acordo amigavelmente. No entanto, se o posto se recusar a arcar com os custos, o cliente pode, munido de tais documentos, procurar um advogado e exigir seus direitos na Justiça.

 

Lembrando que, no caso de uma ação judicial, poderá ser somado ao valor uma indenização por danos morais, o que fará o valor a ser recebido aumentar consideravelmente.

 

Como se prevenir dos problemas com combustível adulterado?

 

A primeira coisa a que o cliente deve estar atento para evitar esse tipo de problema são os preços. Se você encontrar um posto de combustível com preços muito baixos, fique alerta.

 

Outra maneira de evitar essa dor de cabeça é verificando a origem do combustível. Segundo a ANP – Agência Nacional de Petróleo, os postos são obrigados a fixar próximo às bombas de combustível um certificado de originalidade do combustível. Além disso, é também obrigatório que as bombas de combustível tenham o selo do INMETRO.

 

Se você julgar do combustível ou dos preços, ainda pode solicitar um teste de proveta, e fique atento, pois, os postos de combustível são proibidos de negar o atendimento deste tipo de solicitação.

 

Este teste mede a porcentagem de álcool misturada a gasolina. A proporção permitida pela ANP é de 27% de álcool para 73% de gasolina, com uma variação máxima de 1%. Para a realização desse teste, o posto é obrigado a ter em mãos uma proveta, um densímetro e um termômetro para álcool e uma tabela de conversão de densidades.

 

Por Jeniffer Elaina

Twitter



Edição 152 Outubro de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.