PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 11h:13
Tamanho do texto A - A+
ESPORTE
A VOLTA DA LENDA Twitter

Aos 43 anos, Anderson Silva encara Israel Adesanya ainda de olho no título

Por: Globo esporte

 

São dois anos sem lutar, uma suspensão por doping que chegou ao fim e 43 anos nas costas. Mesmo assim, é bom não duvidar de Anderson Silva. Neste sábado, o ex-campeão do peso-médio do Ultimate volta ao octógono para tentar provar que ainda pode ser campeão novamente. Pela frente, a sensação nigeriana Israel Adesanya, de 29 anos, no co-evento principal do UFC 234, em Melbourne (AUS). O resultado positivo, segundo o presidente da companhia, Dana White, dará ao vencedor a chance de disputar o cinturão, que atualmente é de Robert Whittaker, mas que, na luta principal, pode mudar de mãos, já que o neozelandês colocará seu título em jogo contra Kelvin Gastelum.

 

Não é uma luta qualquer para o Spider. Prova disso foi a emoção demonstrada pelo brasileiro na pesagem oficial desta sexta-feira, quando chegou a chorar e demorou a conseguir falar. Fã do rival, Adesanya o reverenciou, pediu para o público aplaudir, mas prometeu "aposentá-lo de uma maneira legal". O estilo provocador dentro e fora do octógono aliado à habilidade de colocar golpes precisos e contundentes fez muitos compararem "The Last Stylebender" a Anderson, que rechaçou a ideia deste ser, enfim, o duelo contra seu clone.

5

 

 

Contra a desconfiança, o peso da idade, o nível de suas últimas atuações e um adversário em franca ascensão, Anderson Silva busca renascer no Ultimate e carrega um cartel de 34 vitórias, oito derrotas e um "No Contest" (luta sem resultado). Em seu compromisso mais recente, bateu Derek Brunson por pontos em resultado controverso. Adesanya, por sua vez, ostenta um retrospecto perfeito no MMA, com 15 triunfos em 15 lutas. Assim como Spider, ele bateu Brunson na última vez que pisou no octógono, porém, de maneira espetacular, com nocaute no primeiro assalto.

 

Na luta principal, Robert Whittaker tentará defender seu cinturão pela primeira vez. O neozelandês radicado na Austrália tem 20 vitórias e quatro derrotas e enfileirou seus últimos nove oponentes, incluindo Yoel Romero nas duas mais recentes, e Ronaldo Jacaré anteriormente. Seu adversário será Kelvin Gastelum, que previu vitória por nocaute no primeiro round e vem de resultados positivos sobre Michael Bisping e Jacaré.

 

Além das duas lutas mais esperadas da noite, outros três brasileiros entrarão no octógono em Melbourne. No card principal, Rani Yahya tenta se manter no top 15 do peso-galo (até 61kg) e engatar a quarta vitória seguida contra Ricky Simón. No preliminar, dois estreantes: Raulian Paiva, que chegou ao UFC após participação no Contender Series, encara Kai Kara-France pelo peso-mosca (até 57kg), enquanto Marcos Dhalsim, amigo de Anderson Silva, terá Lando Vannata pela frente no peso-leve (até 70kg).

 

O Combate transmite o UFC 234 ao vivo, na íntegra e com exclusividade no próximo sábado, a partir de 20h50 (de Brasília). O SporTV 3 e o Combate.com transmitem as três primeiras lutas do card preliminar - o site acompanha todo o evento em Tempo Real.

 

UFC 234

9 de fevereiro de 2019, em Melbourne (AUS)

CARD PRINCIPAL (1h, horário de Brasília):

Peso-médio: Robert Whittaker x Kelvin Gastelum

Peso-médio: Israel Adesanya x Anderson Silva

Peso-galo: Rani Yahya x Ricky Simón

Peso-mosca: Montana de la Rosa x Nadia Kassem

Peso-meio-pesado: Jim Crute x Sam Alvey

CARD PRELIMINAR (21h30, horário de Brasília):

Peso-leve: Devonte Smith x Ma Dong Hyun

Peso-pena: Austin Arnett x Shane Young

Peso-mosca: Kai Kara-France x Raulian Paiva

Peso-galo: Teruto Ishihara x Kyung Ho Kang

Peso-leve: Lando Vannata x Marcos Rosa

Peso-leve: Jalin Turner x Callan Potter

Peso-galo: Wuliji Buren x Jonathan Martinez

Twitter

PUBLICIDADE



Edição 191 Agosto de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados