ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 10h:44
Tamanho do texto A - A+
Twitter
UFC

Dana volta a detonar Yamasaki: "Prometo que vocês não o verão novamente"

Por: Combate.com

 

Presidente do UFC, Dana White voltou a desferir críticas a Mário Yamasaki, que foi o árbitro central do combate entre Valentina Shevchenko e Priscila Pedrita no último sábado, em Belém. Depois de postar uma foto parabenizando o coração da lutadora brasileira e criticando o árbitro, foi a vez de Yamasaki se defender através de sua assessoria de imprensa. Dana, no entanto, ficou ainda mais irritado com a resposta do árbitro brasileiro e disse que Yamasaki não vai voltar a arbitrar lutas do UFC.

- Eu acho que é repugnante. Acho que ele é repugnante e eu não quero vê-lo como árbitro de novo. Ela não bateu e é isso. A realidade é que quando você é um lutador e está lá dentro - e essa é uma das razões pelas quais o esporte é tão grande hoje - a maioria dos lutadores não desistem. A maioria dos lutadores continua lá dentro e ela lutou como uma verdadeira guerreira para aquele idiota dizer que ele deu a ela a oportunidade dela ser guerreira? Não, seu idiota, você está lá dentro para protegê-la dela mesma! Isso me deixa com ânsia de vômito. Esse cara não tem que estar arbitrando lutas e eu prometo que vocês não o verão novamente - declarou o chefão ao "UFC Tonight", programa de TV oficial do Ultimate nos EUA.

A discrepância técnica entre Valentina Shevchenko e Priscila Pedrita e a atuação de Mário Yamasaki no duelo gerou tanta polêmica que a até a Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) preferiu se pronunciar sobre o assunto, admitindo que a luta poderia ter sido interrompida, em pelo menos dois momentos anteriores ao que Mário Yamasaki interrompeu. O duelo foi vencido por Valentina, que finalizou a brasileira aos 4m25s do segundo round, depois de desferir 230 golpes contra apenas três de Pedrita durante toda a luta.

Após o combate, Valentina evitou comentar a arbitragem. Já Pedrita, saiu em defesa de sua equipe, que foi duramente criticada por não ter jogado a toalha. A brasileira recebeu seis meses de suspensão médica após o confronto. Ela deve passar por cirurgia no ligamento cruzado e no menisco.

 

Twitter




COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX


© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.