logo
Igreja Batista Getsemâni

Dilma diz que não tem conhecimento sobre Lula ter ou não recebido vantagem indevida em MP

Gabriel Palma, TV Globo — Brasília

 

A ex-presidente Dilma Rousseff prestou depoimento nesta quinta-feira (14) à Justiça Federal e afirmou não saber se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cometeu ato ilícito ao editar uma medida provisória (MP) que beneficiou montadoras.

 

Dilma prestou depoimento por videoconferência, em Porto Alegre (RS). Nesta ação, Lula é réu por corrupção passiva.

 

O ex-presidente foi acusado pelo Ministério Público de negociar propina para prorrogar incentivos fiscais quando ainda estava no Palácio do Planalto. A MP 471 prorrogou incentivos a montadoras de veículos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

 

Desde o início das investigações, a defesa de Lula nega irregularidades. Os advogados do ex-presidente também sempre reiteraram que Lula não cometeu crimes antes, durante ou depois de exercer a Presidência da República.

 

"Nesta ação penal, o MP acusa o ex-presidente Lula e outras pessoas de terem recebido vantagem indevida para a edição da Medida Provisória. A senhora tem conhecimento de algum dos fatos?", indagou o advogado Cristiano Zanin durante o depoimento.

 

"Nesta medida provisória, eu não tenho nenhum conhecimento. Nem de outras ações, nem dessa especificamente", respondeu Dilma.

 

O advogado, então, a questionou novamente: "A senhora nunca presenciou nem teve conhecimento de ofertas e vantagens indevidas?"

 

Ao que a ex-presidente respondeu: "Não, nunca tive. Nunca tive nenhum conhecimento disso. Até porque, se tivesse, tinha sido minha obrigação deportar para as autoridades competentes. Jamais tive conhecimento disso, jamais. E também não acredito muito que tenha havido."


Fonte: Notícia Max

Visite o website: www.noticiamax.com.br