PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 20 de Setembro de 2019, 14h:46
Tamanho do texto A - A+
INTERNACIONAL
PREMIÊ Twitter

Justin Trudeau promete banir fuzis semiautomáticos no Canadá se for reeleito

Por: G1

Andrej Ivanov

JUSTIN

 

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, prometeu nesta sexta-feira (20) que vai banir fuzis semiautomáticos do país, incluindo o modelo AR-15, se for reeleito. Ele vai concorrer nas próximas eleições, no dia 21 de outubro.

 

Durante um discurso nesta sexta (20) em um bairro de Toronto em que duas pessoas morreram no verão passado e outras 13 ficaram feridas por causa de um tiroteio, o canadense afirmou, ainda, que permitiria a governos muncipais restringir ou proibir pistolas.

 

O premiê enfrenta, há dias, críticas por ter usado maquiagem de "blackface" em 2001. A imprensa americana já noticiou ao menos três ocasiões em que Trudeau usou esse tipo de pintura no rosto para escurecer a pele - prática típica do teatro do século 19 e que é considerada racista. Ele pediu desculpas pelos atos.

 

Proposta

 

De acordo com a rede de televisão canadense CBC, documentos do partido de Trudeau, o Partido Liberal, justificam que a proibição do modelo AR-15 se deve ao fato de a arma ser "projetada especificamente para causar mortes humanas em massa", e que o objeto "não tem lugar na sociedade canadense".

 

Um governo do partido também criaria um programa de recompra de todos fuzis que foram compradas legalmente, oferecendo aos proprietários um preço justo de mercado por suas armas e dando aos órgãos de aplicação da lei recursos para administrar o programa.

 

Nenhum detalhe de custo foi fornecido para a promessa da campanha; o partido diz que mais informações serão divulgadas "ao longo da campanha", diz a CBC.

 

Os liberais federais estão sendo acusados ​​por rivais de manter os eleitores no escuro sobre o custo de suas promessas de campanha. Enquanto os conservadores e os novos democratas tiveram suas plataformas custeadas pelo Escritório Parlamentar de Orçamento e divulgadas publicamente, os liberais até agora não divulgaram estimativas do escritório para os quase US$ 4 bilhões (R$ 16,7 bilhões) em promessas de campanha que fizeram até agora.

 

A fabricante de armas Colt anunciou, na quinta-feira (19), que a empresa está suspendendo sua produção de fuzis para o mercado civil, incluindo o modelo AR-15. A empresa disse que a escolha se deve a mudanças na demanda do consumidor e a um mercado já saturado com armas semelhantes.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 200 Outubro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados