PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 19 de Fevereiro de 2019, 15h:41
Tamanho do texto A - A+
INTERNACIONAL
ALIADO DE NICOLÁS MADURO Twitter

Ministro chavista diz que EUA 'terão de passar por cima de cadáveres' se tentarem derrubar Maduro

Por: G1

 

O ministro da Defesa do regime chavista na Venezuela, Vladimir Padrino López, afirmou nesta terça-feira (19) que os Estados Unidos "vão ter que passar por cima de cadáveres" se tentarem derrubar à força Nicolás Maduro da Presidência venezuelana.

 

"Não vão poder passar pela consciência do espírito patriótico pela força. Vão ter que passar por esses cadáveres", alertou Padrino López, segundo o jornal venezuelano "El Universal".

UK

 

 

Um dia antes, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que os militares venezuelanos deveriam escolher entre aceitar Juan Guaidó como presidente interino ou poderiam "perder tudo". Padrino López respondeu à declaração do norte-americano: "É uma irresponsabilidade inédita".

 

"A Força Armada jamais receberá ordens de potências estrangeiras e permanecerá nas fronteiras para evitar irregularidades", afirmou Padrino López.

O ministro reafirmou o apoio a Nicolás Maduro como "presidente legítimo" da Venezuela. Ele acrescentou que houve "desrespeito" por parte de Trump. "Se vocês [Estados Unidos] querem impor sanções, imponham, mas não vão conseguir o que querem. Nós ficaremos com as sanções, escutaremos suas chantagens, mas vamos permanecer com a pátria", insistiu.

 

Ajuda humanitária da Rússia

 

Mais cedo, Nicolás Maduro, anunciou a chegada em breve de 300 toneladas de ajuda humanitária provenientes da Rússia e pagas por seu governo, reiterando seu repúdio à doação de alimentos e medicamentos que a oposição tenta fazer entrar no país.

 

"Na quarta-feira chegam 300 toneladas de ajuda e assistência humanitária da Rússia", disse Maduro durante um ato do governo transmitido pela TV, detalhado que se tratam de "medicamentos de alto custo"

hb

 

.

 

O presidente, que voltou a qualificar como um "show" e "trapaça pega bobos" a ajuda humanitária doada pelos Estados Unidos e outros países a pedido do chefe do Congresso de maioria opositora, Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país.

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 188 Julho de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados