ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 05 de Dezembro de 2018, 15h:36
Tamanho do texto A - A+
Twitter
"IGNORADOS"

Trump cumprimenta Obama, mas não Bill e Hillary Clinton, no funeral de Bush

Por: Agência EFE

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu antecessor, Barack Obama (2009-2017), se cumprimentaram nesta quarta-feira (5) no início do funeral de George H. W. Bush, mas não houve nenhuma interação entre o chefe de Estado e sua adversária nas eleições de 2016, Hillary Clinton, e o marido dela, o também ex-presidente Bill Clinton.

 

O encontro entre Trump e Obama foi a primeira interação conhecida entre ambos desde a transferência de poder em 20 de janeiro de 2017, há quase dois anos. Na primeira fila do funeral do ex-presidente, falecido na última sexta-feira aos 94 anos, estavam os ex-líderes democratas Barack Obama, Bill Clinton (1993-2001) e Jimmy Carter (1977-1981), junto às suas respectivas esposas, Michelle, Hillary e Rosalynn.

 

Trump e a primeira-dama, Melania, chegaram pouco depois e se sentaram na mesma fila, ao lado de Obama. Obama e a sua esposa Michelle estenderam cordialmente a mão a Trump e Melania quando ambos chegaram e ocuparam seus assentos.

 

A ex-candidata democrata Hillary Clinton estava sentada mais longe, à esquerda do seu marido Bill, que por sua vez ocupava o espaço ao lado de Michelle Obama. A ex-secretária de Estado não se virou quando Trump e sua esposa tomaram seus assentos, e não houve saudação entre os dois casais.

thj

 

 

Do outro lado do corredor estava sentado o ex-presidente republicano George W. Bush (2001-2009), que pronunciará um elogio fúnebre em memória de seu pai.

 

Antes de ocupar seu assento, Bush filho cumprimentou todos os ex-presidentes e suas esposas, e entregou um doce a Michelle Obama, como lembrança do gesto similar que ambos compartilharam quando estiveram sentados lado a lado durante o funeral do senador republicano John McCain, no último dia 1º de setembro.

 

A ex-primeira-dama sorriu ao receber o pequeno presente de Bush, a quem descreveu como seu amigo e um "homem maravilhoso" por quem tem muito carinho, especialmente pelo seu senso do humor.

 

O gesto entre ambos no funeral de McCain viralizou porque os americanos "estão ávidos" por contemplar momentos como esses, que demonstrem "que o partido político não divide" o povo, opinou Michelle Obama em entrevista em outubro.

Twitter



Edição 160 Dezembro de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.