Quarta-Feira, 09 de Agosto de 2017, 13h:52
Tamanho do texto A - A+

Perigo oculto: infecções dentárias

A infecção pode causar dor, inchaço, mau hálito, mas nem sempre vai ser sintomático

Por: Ernani Caporossi e Dra. MARIANE PREDES

MARIANE PREDES BUENO FERRER e Ernani caporossi

MARIANE PREDES BUENO FERRER e ERNANI CAPOROSSI

Você sabia que uma simples cárie pode ser o início de um grave problema de saúde? A saúde geral de um indivíduo está diretamente ligada a sua saúde bucal. Na cavidade oral encontram-se milhares de microrganismos que podem causar infecções bacterianas, fúngicas e virais.

 

As bactérias são as principais responsáveis pela maioria das infecções, advindas de uma cárie não tratada, lesões, fraturas, restaurações odontológicas antigas e doenças periodontais (na gengiva).

 

A infecção pode causar dor, inchaço, mau hálito, mas nem sempre vai ser sintomático. Muitas vezes, a infecção na raiz dental só é descoberta através de um exame de raio-X. Por isso é importante fazer uma visita ao dentista regularmente.

 

O cirurgião dentista, à partir da avaliação do estado geral do paciente e das radiografias, determina a gravidade da infecção e assim, institui uma terapêutica de medicações apropriada e um plano de tratamento (endodontia- tratamento do canal, ou uma exodontia – extração do dente).

Existem infecções brandas de fácil tratamento, mas também existem situações agressivas e complexas, que apresentam uma progressão rápida, onde o tratamento deve ser imediato.

 

Assim é possível prevenir danos maiores às estruturas dentárias, aos ossos maxilares e ao próprio organismo do indivíduo. Uma infecção no dente sem o devido tratamento pode causar sinusite, dores nos ossos, e até evoluir para doenças mais complexas como: angina de Ludwig, mediastinite, osteomielite entre outras, que vão se desenvolver dependendo da agressividade do microrganismo envolvido e do sistema imune do paciente.

 

Ainda mais raro é um abscesso dentário virar um abscesso cerebral. É uma condição bem remota, mas é possível ocorrer de uma infecção mal tratada em qualquer parte do crânio, inclusive de um dente.

 

O tratamento de canal é indicado nas situações em que a infecção está localizada dentro e no ápice das raízes dos dentes. E esse tratamento tem por finalidade eliminar todas as bactérias, fazer a remoção do tecido mole (polpa), através da limpeza e descontaminação, modelar o canal com limas especificas e depois vedá-lo com material odontológico adequado.

 

Hoje com toda a tecnologia avançada e os estudos cada vez mais aprofundados nessa área, o tratamento de canal se tornou menos complexo, mais rápido, menos doloroso e mais confortável para os pacientes.

 

O Endodontista é o profissional mais indicado para resolver essas situações. Fica aqui a dica para manter uma boa saúde: Visite seu dentista regularmente e faça check-up radiográfico sempre que for solicitado. Sua saúde bucal é fundamental para uma boa saúde geral.

 

A Caporossi Odontologia está de portas abertas para te receber e tirar suas dúvidas. Temos uma equipe preparada, onde todos os casos clínicos são planejados e conversados com todos os dentistas de cada especialidade.

 

MARIANE PREDES BUENO FERRER é especialista em Endodontista.

 

ERNANI CAPOROSSI é especialista em Dentística Restauradora e Prótese Dental, MBA em Gestão em Saúde, membro fundador da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE), da Academia Brasileira de Osseointegração (Abrossi) e da Sociedade Brasileira de Reabilitação Oral (SBRO).




Edição 118 Fevereiro 2018

COLUNISTAS

BLOGS MAX



Enquete
© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.