Sexta-Feira, 22 de Dezembro de 2017, 13h:22
Tamanho do texto A - A+

Celebrar honra e dignidade

Por: GRACI OURIVES DE MIRANDA

graci ouvires de miranda

Sobre a autora: GRACI OURIVES DE MIRANDA é professora de Português/Literaturas: Língua Portuguesa e Inglês/Literatura Inglesa. Formada UFMT. Especialização em História Social pela UFMT.

“(...) Os homens são capazes de suportar adversidade, mas se quiser pôr à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder” Abraham Lincoln (1809-1865).

 

O artigo traz a lume a exemplar postura do médico hepatologista, Doutor Francisco José Dutra Souto, (ex-superintendente Hospital Júlio Müller - HUJM, 14/01/2014 à 03/2017, e foi vice-reitor - Universidade Federal de Mato Grosso UFMT, 2008-2012).  

 

O médico soube usar sua chancela para contribuir para que possamos conviver com uma sociedade com mais saúde, igualdade, liberdade e justiça.  O doutor Dutra Souto, ateve-se cotidianamente que: todos que adentrassem no HUJM deveriam ser atendidos independente da cor da pele, ou história de vida, e que não houvesse discriminação à população independente do sexo.

 

Os profissionais do HUJM refletem: “Quién recibe uma idea de mí, recibe instrucción sin diminuir la mía: igual que quién enciende su vela con la mía, recibe luz sin que yo quede a oscuras”.   Thomas Jefferson (1743-1826).

 

Os docentes do HUJM buscam inserir no mercado de trabalho excelentes profissionais éticos, médicos, enfermeiros etc., que visualizam o cidadão com sentimento de: amor, dores e necessidades.  Assim serão transformadores do bem-estar.

 

O médico Dutra Souto, quando esteve exercendo o poder, e foi poder por longa data, jamais se atreveu a preocupar com seu ‘futuro’ ou ‘estabilidade’.  

 

Exerceu com seus pares as normas estabelecidas, tal como na busca pela ciência e na formação por excelência de futuros médicos.

 

Comprovadamente é só visualizar quantos alunos formavam em seu período. Tornando público e notório que à população era, e é a prioridade das prioridades e merece respeito de todos. Assim o fazem.   

 

Seguiu com perseverança a Constituição em que Art. 5º “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos (...)”. A postura de aplicação do Código de Ética Médica foi, e o é observada com rigor no HUJM. 

 

O HUJM, orgulho internacional e nacional, o caráter e moralidade são impostos pelos dirigentes.

 

Conforme o médico e professor Eduardo De Lamonica Freire ex-reitor (1984-88) da UFMT, este atende a sociedade do Estado por mais de 4 décadas, pontuou sobre o médico:” Francisco José Dutra Souto, sempre lutou pelo Hospital Júlio Müller - HUJM.

 

O Ambulatório III é a menina dos olhos dele, (...) até que ponto vai humildade, onde ele trabalha todas as terças-feiras, mesmo quando era o superintendente. Se fosse um vaidoso? (...) que ele faria? A primeira obra de reforma! Ele como superintendente, fez a reforma de toda infraestrutura interna do hospital. Ele não estabeleceu prioridade do lugar onde ele trabalhava, entendeu? (...)”. (Lamonica 29/12/2017).

 

Convidamos o leitor para refletir sobre a postura do médico que trabalha incansavelmente para o bem-estar de todos, e mais investiu sim, na formação dos médicos do HUJM como fomentadores da ética, competência e moralidade para as futuras gerações.

 

Estes profissionais-HUJM mesmo sem estruturas enfrentam todos os desafios e confiam nas autoridades.

 

O médico José Cabral Lopes, quando avistou um dos pacientes descalço e, cedeu-lhe seu próprio sapato. Isto é a realidade do hospital-HUJM.

 

Autoridades tais como: governador, senador e deputados, necessitam deslocar-se das suas zonas de conforto e visitar o HUJM e assim reencontrar seus eleitores.

 

O doutor Hildevaldo Monteiro Fortes, superintendente o Hospital Júlio Müller - HUJM, labuta incansavelmente, visitando de gabinete em gabinete, apresentando junto as autoridades as profundas necessidades do HUJM, diz: “qualquer valor vai ajudar (...). Precisamos de vocês na mesma proporção que precisam dos nossos serviços. Vamos nos unir!" (Fortes, 05/08/2017).

 

Vamos ter habilidades e competências que devemos seguir as lutas gloriosas dos profissionais que somente exalam caráter e profissionalismo.

 

Celeridade para amar o próximo. Recorro à reflexão do batalhador pela paz, justiça para todos, o mundo sem drogas e justiça.

 

“Enquanto Deus permitir, enquanto Deus me der força, estaremos nessa trincheira.” Dr. Paulo Roberto Jorge do Prado, Procurador de Justiça Prado diz para Graci Ourives de Miranda em depoimento: Unidos pelo caráter. 30/11/2017.

 

 





Edição 117 Dezembro 2017

COLUNISTAS
Enquete


BLOGS MAX


© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.