ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 12 de Junho de 2018, 17h:48
Tamanho do texto A - A+
Twitter
NA CAPITAL

Aluno dá soco no rosto de professor, faz ameaças e acaba expulso

Por: Gazeta Digital

Divulgação

 

 

Um professor da Escola Estadual Raimundo Pinheiro, localizada no bairro Jardim Shangri-lá, em Cuiabá, denunciou um aluno de 16 anos por agressão e ameaças nesta terça-feira (12). O estudante é acusado de ter ameaçado e depois acertado um soco no rosto do professor após ser repreendido por jogar baralho dentro da sala de aula.

 

O agressor acabou expulso da escola, pois já tinha histórico de indisciplina. Ele foi transferido para outro colégio.

A vítima, que tem 34 anos, relatou à Polícia Militar que dava aula de filosofia para a turma do 2° ano do ensino médio. Ao perceber que um grupo de estudantes jogavam baralho dentro da sala ele pediu as cartas para levar até a coordenação.

 

Inicialmente os jovens se recusaram a entregar o jogo. O professor então informou que seriam advertidos e um dos adolescentes resolveu entregar o baralho. Porém, o aluno agressor continuou se recusando a entregar.

 

Para auxiliar, o professor chamou o articulador da escola para falar com o aluno. Depois da conversa o aluno voltou para sala e começou ameaçar o professor dizendo “eu vou te pegar”. Nesse momento começaram as agressões e outros estudantes tentaram conter agressor. Porém, ele foi atrás do educador desferindo chutes, socos e empurrões. Um dos socos atingiu o professor.

 

O garoto foi contido e levado para a coordenação da escola. Depois, foi encaminhado para a Central de Flagrantes, ouvido e liberado para a mãe que foi acionada para comparecer à delegacia. O caso registrado como injúria e ameaça será encaminhado para a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA). 

 

Segundo a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), os pais do aluno foram comunicados sobre o ocorrido e que por conta do histórico de comportamento indisciplinar ele será transferido para outra instituição.

A secretaria disse lamentar o caso, mas que acompanha as investigações e dará suporte ao professor e à família do estudante.

 

Veja nota na íntegra: 

Sobre a ocorrência na EE Raimundo Pinheiro, a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) informa:

 

1 – A gestão da unidade escolar adotou todos os procedimentos necessários, seguindo o regimento interno da escola;

 

2 – Os pais do aluno foram chamados na unidade e informados sobre o ocorrido e as consequências do ato do estudante;

 

3 – Como já havia histórico de comportamento indisciplinar do aluno, a gestão da escolar tomou a decisão, em último recurso, de acordo com o regimento, de promover a transferência do mesmo para outra unidade da rede;

 

4 – Seguindo os procedimentos, um boletim de ocorrência na Polícia Civil foi registrado pelo professor para que sejam apurados os fatos;

 

5 – A Seduc lamenta o ocorrido e destaca que está acompanhando o andamento das investigações e dando suporte ao servidor e à família do estudante;

 

6 – Ressalta ainda que sempre atuou para promover a Cultura de Paz nas unidades escolares da rede estadual de ensino. Entre as atividades, implementou o Anjos da Escola, um programa com diversas ações integradas para reduzir a evasão escolar, combater a indisciplina, a infrenquência e a infração no ambiente escolar;

 

7 - A equipe tem realizado um diagnóstico das unidades com maior índice de infrações para aumentar as ações preventivas, como palestras, capacitações e cursos para a prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack, entre outras drogas, além dos casos de bullying.

 

8 - Os pais e professores também estão sendo capacitados para identificar e prevenir as situações de risco. 

 

9 - A Seduc também tem ampliado os programas que funcionam no contraturno das aulas, como os projetos de Educomunicação e Prinart, este envolvendo atividades como música e arte, além do Rede Cidadã, desenvolvido pela Polícia Militar, para diminuir as situações de risco. 

Twitter




COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.