PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 03 de Janeiro de 2020, 08h:47
Tamanho do texto A - A+
POLÍCIA
BALANÇO 2019 Twitter

DERF Cuiabá conclui 2019 com 308 prisões e desarticulação associações criminosas especializadas em roubos e furtos

Por: REDAÇÃO

REPRODUÇÃO

DERF

 

Com o foco principal na desarticulação de associações criminosas de roubos e furtos em estabelecimentos comerciais e em residências, mantendo-se a rotina na resolução de outros crimes contra o patrimônio, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá finalizou o ano com 308 prisões e 1634 inquéritos relatados.

 

No comparativo entre os anos de 2018 e 2019, consoante registros no sistema GEIA da Polícia Civil, a Derf Cuiabá superou os números anteriormente alcançados, refletindo-se no quantitativo de peças policiais, e, ressaltando-se o número de prisões em ações desencadeadas pela Especializada, não incluindo as prisões das Centrais  de Flagrantes.

 

Foram 308 prisões e 1634 inquéritos relatados em 2019, tendo sido 296 prisões e 1270 inquéritos em 2018, relacionados a crimes contra o patrimônio, como roubos, furtos e receptação. 

 

Ao longo do ano, a Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá deflagrou sete principais operações (Rompimento; 100K, Heráldico, North Gold, M75, Boa Sorte e Súcia) que resultaram no cumprimento de 88 ordens judiciais visando o desmantelamento das associações criminosas.

 

Deflagrada em março de 2019, a operação “Rompimento” levou à prisão de cinco suspeitos, por terem praticado oito furtos em estabelecimentos comerciais de Cuiabá. Ao todo foram expedidos pela Justiça 17 mandados (9 prisão e 8 de busca e apreensão domiciliar), com base nas investigações dos Núcleos de Inteligência e Operacional da Especializada. 

 

A operação Heráldico tinha como alvo, outra associação criminosa, envolvida em roubos à residência, ocasião em que foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão domiciliar, três mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão de menor infrator, decretados pela Terceira Vara Criminal e pela Justiça da Infância e Juventude, da Comarca de Cuiabá. 

 

Em dezembro, em decorrência da operação “Súcia” foram cumpridos mais 40 mandados, sendo 26 de prisão e 14 de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara Criminal de Cuiabá, com base em investigações da Derf para apurar ocorrências de furtos qualificados na Capital. As investigações duraram 5 meses, sendo identificadas 5 associações criminosas atuantes nos crimes, sendo quatro delas envolvidas em furtos em comércios (empresas, bancos e casas lotéricas) e a outra atuante em furtos em residências. 

 

O delegado titular da Derf Cuiabá, Fabiano Pitoscia, fez menção que os resultados são decorrentes da metodologia de trabalho desenvolvida na delegacia e enalteceu que o grande diferencial são os policiais que se dedicam ao esclarecimento das ocorrências, aprimorando-se as técnicas à investigação de excelência com consequentes prisões cautelares e o fito de embasamento às condenações dos criminosos. 

 

“São policiais comprometidos em fazer a diferença e tamanha dedicação na resolução dos crimes de roubo, furto, receptação foi recompensada na simplicidade do agradecimento de uma das vítimas: gratidão”, disse o delegado ao mostrar a mensagem de uma vítima que teve o celular recuperado. 

 

Estrutura física e padronização

 

O prédio da Derf Cuiabá, que atualmente divide o espaço com a Central de Flagrantes da Capital, juntamente com a Coordenadoria Metropolitana de Plantões Policiais (Comppol) passou por reformas para adequação da nova padronização nacional da Polícia Civil. 

 

Para melhoria na segurança orgânica e contrainteligência, implantou-se na recepção da Derf Cuiabá, a ferramenta Atendimento disponível no sistema Cartorium do GEIA, acrescido de webcam, resultando na identificação de todas as pessoas que adentram na Delegacia, bem como pesquisa e inclusão imediatas ao sistema Vinculum.

 

Outro ponto de destaque aconteceu no início de 2019, quando ocorreu a destinação de 94 veículos automotores (77 motocicletas e 17 carros) à Justiça e ao Detran. Os veículos apreendidos em ações da Derf Cuiabá estavam acumulados no pátio da delegacia desde o ano de 2010. 

 

Estrutura física e padronização

 

O prédio da Derf Cuiabá, que atualmente divide o espaço com a Central de Flagrantes da Capital, juntamente com a Coordenadoria Metropolitana de Plantões Policiais (Comppol) passou por reformas para adequação da nova padronização nacional da Polícia Civil. 

 

Para melhoria na segurança orgânica e contrainteligência, implantou-se na recepção da Derf Cuiabá, a ferramenta Atendimento disponível no sistema Cartorium do GEIA, acrescido de webcam, resultando na identificação de todas as pessoas que adentram na Delegacia, bem como pesquisa e inclusão imediatas ao sistema Vinculum.

 

Outro ponto de destaque aconteceu no início de 2019, quando ocorreu a destinação de 94 veículos automotores (77 motocicletas e 17 carros) à Justiça e ao Detran. Os veículos apreendidos em ações da Derf Cuiabá estavam acumulados no pátio da delegacia desde o ano de 2010. 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 216 Fevereiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados