ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 11 de Julho de 2018, 14h:14
Tamanho do texto A - A+
Twitter
CRÍTICA A TAQUES

“A incapacidade de gestão é tão prejudicial quanto a corrupção”, diz Janaina

Por: Assessoria

 

Durante cobrança na tribuna e pedido para que o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, interfira junto ao governo do estado com relação aos atrasos nos repasses à  Saúde e com relação ao fechamento da UTI Pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis pelo mesmo motivo, a deputada estadual Janaina Riva (MDB) comparou os danos causados pela incapacidade de gestão do governador Pedro Taques, aos da corrupção. “Muitas vezes vejo colegas falarem de corrupção e não lembram que a falta de capacidade de gestão, prejudica tanto quanto a corrupção. Quando não se sabe aplicar os recursos corretamente, deixa-se de arrecadar, perde-se dinheiro, faz com que pessoas morram, dói tanto quanto a corrupção a falta de capacidade de gestão. O governador Pedro Taques está marcado na história de Mato Grosso como o pior gestor que já existiu em Mato Grosso, o pior. Nesta área não tem que compete com ele”, disparou a deputada.

 

Segundo Janaina, os atrasos nos repasses e pagamentos em todos os setores durante essa gestão são recorrentes e é preciso que o parlamento se posicione. “Mais uma vez a UTI Pediátrica de Rondonópolis está fechando suas portas. O governo do Estado ficou de resolver o problema, de fazer os repasses e como sempre não o fez. Então eu gostaria de que através do presidente Eduardo Botelho, que já ajudou muitas vezes nos encaminhamentos e nos debates com relação ao governo, que a Assembleia se manifeste com relação aos atrasos nos repasses à Saúde no estado de Mato Grosso. Ontem fiz uma cobrança também com relação  aos mais de R$ 2 milhões que o governo deve ao município de Juara, ao Hospital Municipal.  Acho que nós temos que nos perguntar oque pode ser feito pra isso ser resolvido? Já foram três anos e meio de gestão Pedro Taques com atrasos constantes na Saúde e não só à Saúde na verdade, mas várias outras áreas”, indaga.

 

De acordo com a parlamentar, de nada adianta a base do governo pressionar para votar LDO se o governo não compre oque está previsto no orçamento.  “Oque adianta deputado ficar apressando para votação de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), votação de LOA, se depois sequer o governo cumpre com a aplicabilidade do orçamento. De que adianta a Assembleia votar orçamento se ele não é executado? Um estado que arrecada a cada ano mais do que o previsto e não consegue fazer os repasses em dia, sendo que esses repasses estão previstos no orçamento, não dá pra entender. Não dá pra entender, em todas as éreas  o governo consegue ser incompetente”, finaliza.

Twitter



Edição 157 Novembro de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.