PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 09h:01
Tamanho do texto A - A+
POLÍTICA & PODER
SAÚDE Twitter

Ministro garante que "não deixará Santa Casa na mão"; bancada federal cobra liberação de R$ 165 milhões

Por: Redação

Gcom

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, garantiu nesta quinta-feira (14), que irá empenhar os esforços necessários para manter o pleno funcionamento da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. “Sou nascido em Mato Grosso, na cidade de Campo Grande, capital Cuiabá, em 1964. Não vou deixar a Santa Casa na mão”, disse o ministro, ao ouvir do senador Wellington Fagundes (PR-MT) relato da situação da unidade hospitalar, que anunciou a suspensão de internações desde a última segunda-feira (11).

 

Em meio a denúncias, CPIs e investigações, a questão envolvendo a Santa Casa de Cuiabá neste momento, segundo o senador, ‘é preocupante’. Ele destacou que a unidade hospitalar é uma instituição filantrópica com mais de 200 anos de história e tradição no atendimento da população. No relato que fez ao ministro da Saúde, afirmou ser “muito grande a angústia” da sociedade mato-grossense com a notícia da paralisação dos atendimentos.

 

 “Estou fazendo um pedido em nome da bancada federal e também dos deputados estaduais, como um todo, por uma solução”, acrescentou o republicano, que considerou como ‘inadmissível’ o fechamento de leitos hospitalares diante de um quadro crítico na área da saúde.  Segundo ele, o anunciado fechamento da Santa Casa gerará prejuízo, sobretudo, à população mais carente, que depende de atendimento médico-hospitalar gratuito.

 

Wellington ainda informou ao ministro que na quarta-feira (13), ocorreu uma reunião da bancada federal e um dos assuntos abordados foi justamente a questão envolvendo a Santa Casa. Observou que a bancada federal está comprometida com a saúde pública e, no ano passado, decidiu alocar R$ 165 milhões da emenda de bancada para o setor.

 

 Após integrar a “força tarefa” que viabilizou os recursos financeiros necessários para conclusão das obras do novo Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá e aquisição dos equipamentos, Wellington reafirmou o compromisso de promover esforços e mobilização política para dar uma solução para a Santa Casa. Ele enfatizou que o objetivo da bancada é garantir soluções, ficando as denúncias e acusações sobre as verbas para debate posterior.

 

 Fagundes anunciou que na próxima segunda feira (18), deverá ocorrer uma reunião com o governador Mauro Mendes (DEM) e também com o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), para definir um planejamento que possa dimensionar soluções de investimentos na saúde pública em Cuiabá. “Sempre trabalhamos para melhorar o atendimento. Por isso é essencial o planejamento. Fizemos isso no Governo anterior, inclusive com audiência pública no Senado, mas não obtivemos as respostas. Esperamos avançar nessa questão agora”, observou. Wellington manifestou também preocupação com o funcionamento das unidades hospitalares em vários outros municípios do Estado.

 

 Cuiabá, capital da vacina – Após assegurar os melhores esforços para buscar uma solução para a Santa Casa de Cuiabá, o ministro da Saúde anunciou que Cuiabá será a “capital da vacinação” dos países sul-americanos. Será no dia 22 de abril. O evento denominado “Vacinação das Américas” reunirá líderes e especialistas em saúde de vários países.

 

 O ministro Mandetta informou que muitos Estados se candidataram a sediar o evento, mas escolha recaiu sobre Cuiabá. “É o Centro Geodésico da América Latina, definido pelo marechal Candido Mariano da Silva Rondon”, disse. O evento integrará, a pedido do senador Wellington Fagundes, os 300 anos de Cuiabá.

 

A Semana de Vacinação é o maior esforço internacional em matéria de Saúde nas Américas. Desde 2003, tem levado os benefícios das vacinas a mais de 411 milhões de pessoas de todas as idades, inclusive a mais de 140 milhões de crianças menores de cinco anos e a quase 139 milhões de idosos.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 171 Março de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados