PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019, 09h:54
Tamanho do texto A - A+
POLÍTICA & PODER
STF Twitter

Ministro segue relatora e vota para que empresário alvo da “Operação Bereré” volte para a prisão

Por: Redação

Reprodução

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre Moraes, votou pela revogação da liminar que concedeu liberdade ao empresário José Kobori, ex-diretor-presidente da EIG Mercados, acusado de envolvimento em um esquema de fraudes que desviou R$ 30 milhões do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), entre os anos de 2009 a 2015.

 

Moraes seguiu voto da relatora, a ministra Rosa Weber. O julgamento ocorre de forma virtual e tem prazo para acabar no dia 12 de setembro. O placar conta com dois votos pela prisão. Não há votos confirmando a liminar. Os outros ministros ainda votarão. O encerramento da votação está previsto para amanhã (12).

 

As fraudes foram alvos da segunda fase da “Operação Bereré”, “denominada Bônus”., deflagrada em maio do ano passado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), quando Kobori foi preso. Ele foi solto em 27 de julho do mesmo ano por decisão do ministro do STF, Dias Toffoli.

 

Além de Kobori, são alvos da operação o ex-secretário de Casa Civil, Paulo Taques, seu irmão, o advogado Pedro Zamar Taques, o ex-deputado Mauro Savi e os empresários Anildo Reinheimer e Claudemir Pereira dos Santos. No último dia 22, todos eles tiveram recursos negados pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) e seguem como réus no processo.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 196 Setembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados