PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Quarta-Feira, 06 de Fevereiro de 2019, 08h:44
Tamanho do texto A - A+
POLÍTICA & PODER
É CULPA DO EX Twitter

Problema do Estado não foi Taques, afirma Zé Carlos do Pátio

Por: Gazeta Digital

 

Prefeito pela segunda vez de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) e deputado estadual por mais de 20 anos, José Carlos Junqueira de Araújo, mais conhecido como Zé do Pátio (SD), afirmou que a crise vivida em Mato Grosso não é culpa do ex-governador Pedro Taques (PSDB). O momento, segundo ele, faz parte da crise financeira enfrentada pelo país. Em entrevista exclusiva , o prefeito avaliou o estado de calamidade financeira e as alternativas para sair da crise.

 

“Está provado que o governador Pedro Taques, o problema não é ele, ele fez o máximo possível para buscar o equilíbrio do Estado. Foi firme. É um problema de economia, de situação financeira que o Estado está passando. Essa crise não é pontual de Mato Grosso, é do país inteiro”, avaliou o prefeito.

 

Para Zé Carlos, além de cortar receitas, é importante reduzir as renúncias fiscais. “A situação do Estado é crítica. E nós temos que diminuir os incentivos fiscais. Essa é a saída do estado. O que nós temos que fazer é arrecadar nesse momento. E o governador tem que ser firme nessa questão. E também existe muita sonegação”.

 

Com essas medidas, o prefeito afirmou ser possível colocar as contas em dia e ainda garantir os direitos dos servidores. “A saída para isso é nós melhorarmos a arrecadação. Em Rondonópolis, eu procurei todos os anos garantir a RGA, nunca atrasei um dia o salário dos trabalhadores. Mas eu fui duro. Eu enxuguei, cortei gastos, procurei melhorar a receita. E estamos garantindo todos os direitos, pagando todos os fornecedores e servidores, mas temos consciência que é um momento difícil”.

 

A saída da crise, segundo o político, também passa pela ajuda dos deputados estaduais, que, independente do partido, devem se unir para encontrar soluções para a crise financeira vivida pelo Estado.

 

“O Estado está acima de qualquer coisa. É muito importante a classe política ser solidária com o governador. Da mesma forma que eu fui solidário com o governador Pedro Taques. Não podemos ser injustos e oportunistas nesse momento. É momento de dar a mão”, finalizou Zé Carlos do Pátio.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 166 Fevereiro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados