PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019, 13h:13
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
FORMAÇÃO Twitter

Participantes do Seminário Educação Étnico-racial defendem a Escola Inclusiva

Por: Redação

REPRODUÇÃO

ESCOLA INCLUSIVA

 

As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e a Interculturalidade e as Implicações Curriculares para a parte Diversificada na Perspectiva da Base Nacional foram os temas do Seminário Educação Étnico-racial – Perspectiva Inclusiva, Diversificada e Intercultural na manhã desta quinta-feira (22). O evento, uma iniciativa do Ministério da Educação, promovido pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, reúne até sexta-feira (23), no Hotel Fazenda Mato Grosso, profissionais da Educação de 40 municípios do interior do Estado e da capital para discutir temas ligados aos direitos humanos e educação inclusiva.

 

Na noite de ontem (21), durante a abertura da formação, a secretária-adjunta, Edilene Machado, representando o secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos falou sobre o evento, que tem como objetivo discutir a Educação Inclusiva como direito de todas as pessoas, com respeito a individualidade, que flexibilizem as práticas pedagógicas eliminando as barreiras, arquitetônicas, digitais, metodológicas e atitudinais.

 

“A escola inclusiva é aquela que discute todas as diferenças. Nós precisamos conhecer e trazer essas diferenças para as nossas unidades. Todos têm direito à Educação. Hoje em Cuiabá atendemos de zero a 14 anos e a Educação de Jovens e Adultos (EJA), que não tem uma limitação de idade. Por isso que na nossa política educacional, a Escola Cuiabana, trabalhamos com ciclos de vida começando na primeira infância, de zero a três anos até o adulto e idoso. A importância maior dessa formação é que reconhecemos a questão étnico-racial com todas as suas etnias e diversidades. Esse seminário vem enriquecer a parte diversificada do nosso currículo, dentro da Escola Cuiabana, com a participação dos profissionais de toda a rede, consolidando essa proposta  e, acredito que os profissionais vão levar várias experiências que poderão ser implantas nos seus municípios”, disse.

 

No período da tarde, a palestra será ministrada pelo Prof. Me. Felix Adugoenau, que falará sobre o tema Inclusão, Diversidade e Pluralidade Cultural: novos olhares, novas práticas e narrativas indígenas.

 

Logo depois acontece a conferência Educação das Relações Étnico-raciais e a Formação do Professor, com o Prof. Me. Carlos Alberto Caetano, e a mesa redonda sobre Memória e Esquecimento Social no Contexto da Educação Inclusiva, com a Profª. Drª. Karen Welmer e o Prof. Me. Rogério da Silva Melo.

 

Participaram da solenidade de abertura do seminário, o presidente do Conselho Municipal de Educação de Cuiabá, Luiz Jorge, a secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer do município de Nova Olímpia, Debora Ferreira, o conselheiro Escolar Indígena, Filadelfio de Oliveira, do Povo Umutima, representando as instituições étnico-raciais e culturais, a presidente do Conselho Municipal dos Idosos,  Ayr Guimaraes, a diretora geral de Gestão Educacional, Mabel Strobel e a diretora de Ensino da Secretaria de Educação, Zileide Lucinda dos Santos.

 

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 211 Janeiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados